Conexões humanas e outros contos

 

É inevitável não ponderar ou refletir sobre o que ocorre com a humanidade. É impossível não se sensibilizar com situações que remetem à experiências ruins, das quais apenas experiência para a “próxima” pode ser adquirida. O homem equivocadamente vem dificultando, por vezes, sua relação com seus semelhantes e, até mesmo, com a Natureza.

Um dos temas tratados em ‘Conexões Humanas e outros contos’ é sobre a avareza. No conto Atos de Elói, pretende-se mostrar que a evolução da humanidade necessita ser mediada pelo desprendimento ao componente maior do capitalismo: o dinheiro.

Relações familiares, respeito ao próximo, admiração pelos mais maduros e luta pela sobrevivência são temáticas contempladas em Casa das Cores. Nesse texto, o elemento mágico se une às sensações vividas pelo protagonista, fazendo que o leitor viaje e sinta o que deve ser a vida em outra dimensão.

Chegada Matinal, outro conto, rememora a época das quermesses e dos quentões, dos leilões, vivida por uma senhora de idade avançada e por sua filha e por sua neta. A narrativa, além desse aspecto, lida com elementos espectrais, o que faz que o leitor sinta arrepios à medida que “navega” pela trama.

O Conto O Lago é despretensioso acerca de apontar para um ensinamento, mas o faz com precisão. O pano de fundo desse conto é a relação amorosa entre dois jovens. O cenário descrito e os elementos que nele surgem são enriquecedores e visam a satisfazer o ego humano, especialmente o daqueles que não se aceitam como são.

Em Metamorfose, a protagonista faz tudo para mudar o modo de conceber a vida de um senhor de meia idade, alguém que “endureceu” seus atos diante dos tormentos da existência.

Juventude, relacionamento com os pais em uma família moderna e experiências amorosas é o que se aborda no conto O Passe de Mestre. A narrativa é permeada de lições de vida dadas pelo protagonista, além das que são feitas de forma indireta, mas que são significativas.

A sensibilidade e a saudade que se sente por alguém que parte são tratadas em Riacho. Esse conto lida com as temáticas de forma muito subjetiva e requer do leitor percepção e interação para que possa ver esse conto dessa forma.

Vidas é protagonizado por Lucas, um garoto que estava em coma por quase quatro anos. Após despertar, a família do garoto terá de enfrentar outra situação: a falta de lembrança que lhe ocorrera. Lucas não se lembra de seus familiares. Como encarar essa nova situação? Será que alguém da família terá habilidade para fazê-lo recobrar sua memória? Ou será preciso que alguém, não um familiar seu, o ajude a superar esse novo quadro do garoto?

O conto central da obra é Conexões Humanas. Nele, pretende-se mostrar a verdadeira teia de aranha que é a vida, suas conexões, seus encontros e desencontros. No entanto, neste conto estendido, o estilo passa a ser investigativo. O leitor é convidado a ser investigador e acompanhar o desenrolar dessa história por meio do protagonista, Diogo.

Dessa forma, todos os contos selecionados para essa obra abordam a dinâmica das relações humanas em vários e diferentes espectros.

Páginas: 70

Autor: Jardson Brito

Acabamento: brochura

Tamanho: 14 x 21

Compre já! Preço exclusivo de pré-venda!

De R$ 39,90 por R$ 36,90!







blog twitter Facebook